23/11

Ônibus londrinos ganharão combustível à base de café

Os icônicos ônibus de dois andares que circulam por Londres em breve moverão à base de borra de café. O projeto demonstrativo do biodiesel está sendo elaborado pela startup britânica de energia limpa Bio-bean, em conjunto com a Shell. As informações foram divulgadas pelo Bloomberg Technology.
As empresas produzirão seis mil litros do novo combustível por ano. “A borra do café possui um alto teor de óleo: 20%. Então, realmente é uma coisa excelente para se produzir biodiesel”, afirmou o fundador da Bio-bean, Arthur Kay, em entrevista ao portal estadunidense.
Há muita pressão pública no uso de alimentos para a produção de combustíveis, como os casos do milho e da cana de açúcar nos Estados Unidos e na América do Sul. Então, as empresas estão focando no uso de resíduos para fazer uso na produção. Além da borra do café, óleo de cozinha usado e plantas não comestíveis estão sendo estudados e usados como alternativas.
A startup já possui parceria com produtoras de café britânicas, como a Costa Coffee e a Caffe Nero, para reutilização das borras. De acordo com Kay, são 500 mil toneladas de borras descartadas anualmente no Reino Unido. O resíduo será convertido em biodiesel na fábrica da empresa em Cambridgeshire e misturado com diesel comum. Em seguida, será enviado para um tanque central onde os ônibus de Londres reabastecerão.
A Bio-bean tem planos de expansão para Europa, Estados Unidos, e até mesmo o Brasil. No entanto, precisaria do apoio de empresas locais em todos lugares. A startup foi fundada em 2013 e recebeu financiamento do governo britânico, Shell e investidores privados.
“Estamos basicamente procurando lugares onde bebem uma grande quantidade de café”, disse o fundador. “Nossos planos de expansão primários são baseados em torno de onde existem fábricas de café.”

(Fonte: Bloomberg Technology | Panrotas – Victor fernandes)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *